terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Ensino da programação informática nas escolas britânicas


Com investimento de 1,8 milhões de Euros, o Governo Britânico lançou oficialmente o programa de "O Ano do Código" ( The Year of the Code). A projeto visa o ensino da programação a jovens britânicos.

Les jeunes britanniques doivent apprendre à maîtriser le code et la programmation informatique. C’est la promesse de la campagne The Year Of Code lancée par Le secrétaire à l’éducation Michale Gove et le chancelier George Osborne. Une campagne qui vise à sensibiliser le public (parents, enfants et professeurs) sur l’apprentissage de la programmation.

Nesta primeira fase de sensibilização os alunos de algumas escolas serão beneficiados com 1 hora de estudo de programação. No entanto, a meta é mais ousada. O Ministério da educação britânico irá lançar novo projeto em setembro deste ano cujo objetivo é levar o ensino da programação a todos os alunos de 5 a 16 anos.

O aprendizado da programação nas escolas é uma tendência. A meu ver, a introdução desta disciplina no currículo irá ampliar o gap de competências digitais entre professores e alunos. Mais um problema que as escolas de formação de professores terão que lidar.  Todavia, a questão não é somente técnica,  o impacto maior será na prática pedagógica. O domínio do código favorecerá a criatividade dos alunos, que é contrária à pedagogia da memorização e da anunciação. Educados para criar, esses jovens cada vez menos irão se adaptar à aula recitada.


Lembro que Phillippe Breton, no clássico  "História da Informática", dizia que aprender o código não era a coisa mais fundamental para os cidadãos, o importante seria saber "pilotar" a tecnologia.  Breton continua certo.  No entanto, para os educadores o que interessa é que o domínio da linguagem da máquina contribuirá para a autoria, o protagonismo, a criatividade, a autonomia e capacidade empreendedora dos alunos. Em vez de consumidores de tecnologia, como é nossa geração, esse jovens serão cidadãos autores, muito mais capazes de intervir nos rumos das sociedades tecnologizadas.

Fonte: Grande-Bretagne: 1,8 million d’euros pour aider les profs à enseigner le code à l’école

Nenhum comentário:

Postar um comentário